Peeling químico: quem pode fazer e para que serve?

por | maio 23, 2022 | Notícias | 0 Comentários


Você conhece ou já ouviu falar do peeling químico e para que ele serve? Este é um tratamento estético que funciona com a aplicação de produtos químicos, mais especificamente ácido retinóico. A aplicação é feita sobre a pele para que as camadas mais danificadas possam ser removidas, além de clarear manchas com peelings químicos. Com isso, uma nova camada lisa e sem danos pode surgir, melhorando a saúde e a aparência da pele.

Neste post, vamos falar tudo que você precisa saber sobre o peeling químico, como os seus tipos, valores, benefícios, como ele é feito, número de sessões necessário para ter o melhor aproveitamento e muito mais.

Saiba Mais: Peeling de diamante: quando fazer e para que serve?

Quais são os tipos de peeling químico?

Existem diversos tipos de peeling químico e eles podem ser feitos no rosto, de forma facial, pescoço e mãos. Mas dependendo do local do corpo em que o procedimento será feito, o tipo de peeling químico irá variar, as principais opções são as seguintes:

  • Peeling químico profundo: este é focado na remoção das camadas de pele até o nível interno. Este tipo é mais indicado para quem quer remover manchas de sol, cicatrizes de acidentes ou acne;
  • Peeling químico médio: aqui, os ácidos utilizados irão remover as camadas médias e externas da sua pele, onde o foco é o tratamento de rugas e acnes;
  • Peeling químico superficial: neste tipo, a camada externa da sua pele que será removida. Este é indicado para remoção de rugas superficiais, clareamento de manchas e remoção de marcas de acne.

Como o peeling químico é aplicado?

A aplicação do peeling químico é bastante simples. Primeiro, o especialista que estará realizando o processo irá limpar a sua pele e cuidar para que ela fique livre das impurezas. Após isso, ele começará a aplicar o ácido responsável pelo tratamento daquela região. Vale ressaltar que o tempo que você precisará usar o produto depende da avaliação dos especialistas e do seu objetivo com o tratamento.


Saiba Mais: Maquiagem para festa de 15 anos: 15 dicas para arrasar

Quando os benefícios começam a aparecer?

Uma das vantagens do peeling químico é que o tratamento é rápido e logo após a primeira sessão, cerca de 15 dias de espera, você já consegue ver os benefícios. Cada sessão de tratamento dura cerca de 20 minutos, normalmente, é comum serem feitas apenas três sessões, mas a quantidade de sessões necessárias pode variar de pessoa para pessoa. Então, as sessões e o tempo de intervalo entre elas dependerá da análise do especialista.

Pouco tempo após a sua primeira sessão, a pele passa pelo processo de descamação que dura de 7 a 10 dias. Isso é bom, pois uma camada lisa de pele mais nova e com mais viço, mais elástica e mais lisa irá crescer. Irritação na pele, ardência e vermelhidão também são normais no local de aplicação.

Quais são os benefícios do peeling químico?

O peeling químico proporciona diversos benefícios para quem realiza o tratamento, alguns deles são:

  • Redução das manchas de sol e de idade;
  • Camadas da pele são renovadas e melhora a aparência;
  • Cicatrizes de acidentes e acnes são reduzidas;
  • Linhas de expressão e rugas são eliminadas. Além disso, a oleosidade da sua pele diminui consideravelmente, cravos e espinhos têm menos chances de aparecer e você produzirá mais colágeno. 

Saiba Mais: Maquiagem para madrinha de casamento: As melhores dicas para este dia especial


Quais cuidados tomar no pós peeling químico?

Após o seu tratamento de peeling químico, é esperado que a sua pele fique bastante sensível. Assim, evite se expor ao sol e sempre usar filtro solar de 4 em 4 horas, mesmo se não for sair de casa, também evitando tocar na área em que o procedimento foi feito. Sua pele também precisa estar saudável e hidratada, então aplique creme hidratante, evitando assim que manchas apareçam.

Quando for lavar o rosto, utilize apenas o sabonete neutro e água, isso ajuda a evitar a irritação da pele. Durante o dia, sugerimos que borrife água termal na região do procedimento, isso ajuda a evitar ardência e vermelhidão. Caso a ardência e a irritação estejam muito fortes, o indicado é voltar ao profissional para que ele indique um creme mais adequado para que a pele seja tratada com segurança e os efeitos diminuam.

Quem não pode fazer o peeling químico?

peeling químico

Imagem: Magote

É importante ressaltar que o peeling químico possui algumas restrições, então, caso você tenha alguma, não poderá fazer. Assim, o peeling químico não é indicado para: gestantes, quem possui herpes cutâneas em atividade, mulheres que estão amamentando e diabéticos. 

Saiba Mais: Maquiagem simples: os 5 melhores tutoriais do YouTube


Quanto custa o Peeling Químico?

Nos casos mais simples e regulares, o peeling químico pode custar entre R$150 e R$300. Contudo, em casos mais sérios e complexos, o valor pode passar de R$1.500, mas vale ressaltar que tudo isso irá depender do problema que está sendo tratado e da clínica que você está fazendo o procedimento.

Você não achará o peeling químico a venda em lojas de produtos de cosméticos e supermercados, por exemplo, pois ele só pode ser aplicado por profissionais especializados. Assim, se consulte com algum fisioterapeuta dermatofuncional ou dermatologista, isso irá evitar queimaduras na pele desnecessárias e outras complicações.

Saiba Mais: Glow Up: o que é e como cuidar do seu corte


Entidades: Youtube

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Shopee Xpress: como rastrear seu pedido Casa de madeira: 10 projetos para te inspirar Apelido para namorado Criptomoedas para 2022 Bolos Vulcão Corretora de criptomoedas