Peeling de diamante: quando fazer e para que serve?

por | maio 20, 2022 | Notícias | 0 Comentários


Você sabe o que é o peeling de diamante, que também pode ser conhecido como microdermoabrasão? Este é um tratamento estético que trabalha com uma esfoliação da pele e retira o excesso de células mortas das camadas mais superficiais da pele. 

Os benefícios do peeling de diamante podem ser vários e mais a frente neste post vamos detalhar para você. Muitos pensam que o peeling de diamante é para ser feito somente de forma facial. Mas essa esfoliação pode ser feita em qualquer parte do corpo e em qualquer tipo de pele. 

Vale ressaltar que, dependendo do local e da sua pele, é preciso tomar certos cuidados na hora de realizar o procedimento, evitando assim lesões, inflamações e irritações na pele. 

O peeling de diamante é uma técnica indolor e não invasiva e você pode fazer com dermatologistas e em clínicas de estética. A nossa sugestão é realizar uma consulta com antecedência para saber os cuidados que deverá tomar antes do procedimento.

Saiba Mais: Chip anticoncepcional: o que é, vantagens e como funciona?


Para que serve o peeling de diamante?

Como dito antes, o peeling de diamante serve para realizar a remoção de células mortas ou envelhecidas da sua pele. Isso acaba causando a renovação da primeira camada da pele, também a deixando mais hidratada e bonita.

Os benefícios desse procedimento são vários, entre os principais temos: a amenização das estrias, tratamento para cicatrizes de acne, suavização das linhas de expressão e rugas, estímulo para a produção de colágeno, remoção de manchas nas camadas mais superficiais da pele, diminuição dos poros dilatados e diminuição considerável da oleosidade da pele, especialmente as acneicas.

Saiba Mais: Alongamento de cílios: 13 segredos que você precisa saber

Quando fazer o peeling de diamante?

Se você estiver interessado em fazer o peeling de diamante, saiba que ele pode ser feito em qualquer época do ano, já que é um peeling superficial. Caso fosse um procedimento que afetasse as camadas mais profundas da pele, poderia ser necessário ter mais cuidado com a época que vai fazer. 

Mesmo não sendo um procedimento invasivo para a pele, a nossa sugestão é fazer em épocas em que a temperatura é mais amena, como no inverno ou outono. Você pode fazer o peeling de diamante de forma isolada, ou aproveitar para fazer quando for realizar a limpeza de pele mais profunda.


Dessa forma, o peeling acaba substituindo a esfoliação manual, que é feita com produtos cosméticos. Isso é até mais indicado para quem possui a pele com acne e oleosa.

Saiba Mais: O que é I-doser? É real ou boato?

Como funciona o peeling de diamante?

A esfoliação da pele no peeling de diamante é feita com uma caneta apropriada que possui a ponta feita de lixa diamantada. Assim, ela também realiza a sucção das impurezas localizadas na primeira camada da pele, inclusive as células velhas e mortas. Com isso, ativos presentes em séruns e cremes, como a vitamina C e o ácido hialurônico, conseguem penetrar a sua pele com maior facilidade.

A caneta precisa ser passada na pele de forma delicada e lenta, caso o profissional aplique a caneta com muita força ou velocidade, o peeling de diamante pode acabar causando lesões na pele e irritações. Para que o procedimento tenha o melhor rendimento possível, o indicado é que a caneta passe de duas a três pelo mesmo local com uma pressão moderada.

O procedimento do peeling de diamante só pode ser feito até uma vez por mês.


Saiba Mais: 6 formato de unhas que estão bombando em 2022

Quantas sessões de peeling de diamante precisam?

Para saber quantas sessões de peeling de diamante você precisa, irá depender do seu objetivo com o tratamento e do estado da sua pele na camada mais superficial. Normalmente, são necessárias de duas a cinco sessões para obter o melhor resultado possível. 

Cada sessão costuma durar entre 15 e 30 minutos, podendo variar para menos ou para mais, dependendo da área que está passando pelo procedimento. Entre as sessões é preciso dar um espaço de 30 dias para que a pele se recupere. O procedimento pode ser feito por profissionais como esteticistas, fisioterapeuta dermatofuncional e dermatologistas.

Saiba Mais: Droga sonora: Boato ou verdade? O que se sabe até agora?

Quais cuidados tomar antes e após o peeling de diamante?

peeling de diamante

Imagem: Clinica Fit Body Estética


Antes de realizar o peeling de diamante, é recomendado que você não fique muito tempo exposto ao sol, além de também não ter feito outros procedimentos estéticos recentemente. Caso contrário, o procedimento poderá ter consequências como cicatrizes permanentes e lesões na pele.

Agora, depois do peeling de diamante, é recomendado que você faça a lavagem periódica do seu rosto com sabonete neutro. Além disso, sempre use protetor solar e evite ficar exposto ao sol durante muito tempo. Para manter a integridade da pele, você também pode usar máscaras hidratantes, porém que tenha vitamina C, E ou ácido hialurônico, você pode pedir indicações das máscaras ideais para seu dermatologista.

Saiba Mais: Maquiagem para madrinha de casamento: As melhores dicas para este dia especial

Quando o peeling de diamante não é indicado?

O peeling de diamante não é indicado para todos. Assim, existem algumas contra indicações que, caso você se encaixe, não poderá fazer o procedimento, são elas: ter rosácea, ter verrugas, quelóides ou outras alterações na pele, ter herpes ou diabetes, ter acne de graus II, III ou IV, pele inflamada ou pele muito sensível.

Para saber se você está apto a fazer o peeling de diamante, consulte com seu dermatologista com antecedência.


Saiba Mais: Sobrancelha Shadow: o que é e como fazer?


Entidades: Instagram

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Shopee Xpress: como rastrear seu pedido Casa de madeira: 10 projetos para te inspirar Apelido para namorado Criptomoedas para 2022 Bolos Vulcão Corretora de criptomoedas