Suculenta: 5 dicas de como cuidar, escolher e muito mais

Suculenta - principal

por Equipe Pink Fire | 07/07/2022 | Notícias | Comentários

A suculenta é uma das plantas favoritas das pessoas que adoram jardinagem. Para perceber isso só é preciso visitar o Pinterest ou alguma conta do Instagram que fale desse assunto. E se você quer ter uma suculenta e não sabe quais são os cuidados que precisa ter, então este post vai te ajudar.

Mas antes de cuidar da sua suculenta, primeiro é preciso escolhe-la, até mesmo porque existem várias espécies dessa planta.

Como escolher a planta suculenta ideal

As suculentas estão mais populares do que nunca não é à toa. Elas são plantas lindas, bem delicadas, e ótimas parceiras. É possível encontrá-las com folhagens de várias cores, formas, texturas e normalmente os arranjos e vasos concentram diversas espécies juntas.

Suculenta - Foto

Foto: Divulgação de Magda Ehlers no Pexels

Por isso pode ocorrer algum tipo de dúvida na hora de escolher qual suculenta comprar. Dessa forma, confira algumas características que você precisa prestar atenção na hora de adquirir sua suculenta.

Preços variados

É possível encontrar suculentas com vários preços, tudo vai depender do tamanho da planta, a espécie, sendo comuns ou raras, e o recipiente que ela se encontra.

Vasos impactam no valor

Os vasos são itens importantes para as suculentas, como você verá mais a seguir neste post. Dessa forma, os vasos mais caros podem ser uma boa alternativa, mesmo que o seu desejo seja criar o próprio arranjo.

A indicação é comprar vasos mais elaborados, por dois motivos: (1) você pode reaproveitar o vaso para fazer novos arranjos; (2) Suculentas de espécies que são menos comuns não costumam ser vendidas em potes de plástico, que são mais baratos.

Quantidade de plantas em cada vaso

Maior quantidade de plantas, quase sempre, quer dizer economia quando o assunto é ter arranjos. Se você tiver dois vasos do mesmo tamanho e, um deles têm mais ponteiras, é esse que você precisa escolher.

Essa dica também vale para os vasos com uma planta apenas e, um maior, com várias. O importante é dividir o número de plantas pelo valor do vaso e encontrar o preço mais adequado.

Desconto nas plantas

As condições das plantas suculentas também acabam impactando nos valores. Suculentas podem acabar perdendo algumas de suas folhas e outras partes no transporte e no manuseio dos vasos. Vale tentar conversar com a vendedora e pedir um desconto, caso a suculenta que você quer está com um aspecto um pouco menos chamativo.

Cactos são suculentas

É importante destacar que cactos são suculentas. Dessa maneira, também é relevante ter em mente as seguintes informações em relação aos cactos: essas plantas têm o crescimento bem lento. Por conta disso elas tendem a custar mais que outras plantas, mas é possível fazer mudas, caso saiba como cortá-las.

Além disso, nem todos os cactos possuem espinhos. Existem híbridos que são cultivados e alguns podem ser encontrados sem nenhum espinho.

Dicas de como cuidar da suculenta

As suculentas são bem bonitas, e ainda por cima não é muito complicado cuidar dessa espécie. Dessa forma, se você quer ter algum tipo de planta, mas não tem tanto tempo para se dedicar a elas ou não tem certa habilidade nos cuidados com as companheiras verdes, as suculentas serão ótimos investimentos. E para te ajudar nessa missão, confira algumas dicas.

Preste atenção no clima

Embora as suculentas normalmente possam lidar com maior quantidade de chuva do que em seu habitat nativo, as raízes podem vir a sofres problemas, já que elas podem apodrecer caso o solo fique encharcado.

As suculentas possuem cores brilhantes e ficam melhores quando estão expostas a longos dias de luz solar direta. Embora seja possível cultivar suculentas na sombra, as cores não vão ser tão intensas. Mas ainda assim é preciso dosar nos raios solares que elas recebem.

Caso a sua suculenta esteja ficando esguia, com um caule longo e muito espaço entre as folhas, é bem provável que não esteja recebendo luz suficiente. Você pode até utilizar luzes artificiais, que é uma alternativa para complementar as condições de luz da sua suculenta.

Água e fertilizante

Para que uma suculenta cresça saudável e bem bonita, também é preciso dedicar atenção de água que ela recebe.

Seguindo o gancho da dica anterior, no verão a melhor escolha é regar bem as suas suculentas, mas com menor frequência. Essas plantas gostam de secar entre as regas e detestam ter suas raízes frequentemente molhadas.

Deixe as suculentas bem longe de névoas ineficazes que podem estimular a chegada de bactérias insalubres. Sempre regue de forma profunda e sature o solo para dar uma boa bebida longa.

Já no inverno, as suculentas irão dormir e apresentar pouco ou nenhum sinal de crescimento. É justamente neste momento que o excesso de água pode causar prejuízos reais às suas plantas. É bom conferir constantemente se o solo tem pouca umidade antes de regar.

De modo geral, o indicado é regar qualquer planta no período da manhã para que elas tenham tempo de absorver a umidade antes que o calor do dia apareça. Caso o solo parecer repelir a água por conta da aglomeração de pedras ou lodo, tente utilizar algo para quebrar a superfície para que a água possa saturar.

Nas situações na qual sua planta começa a murchar, isso é um indicativo de que você não está regando com frequência ou usando água suficiente. Você não irá perder a planta inteiramente, mas talvez seja preciso retirar algumas folhas.

Saiba mais: nove melhores apps para identificar plantas

Em suma, aumente ou diminua a quantidade de água com estas considerações:

  • O tipo e a profundidade do solo;
  • Época do ano: use pouca água ou uma quantidade maior para regar;
  • Humidade relativa;
  • Intensidade e duração da exposição solar;
  • Temperatura ambiente da sua casa;
  • O tipo de planta.

Luz solar e sombra

De forma geral, dê para as suas suculentas meio dia de sol pleno; como já mencionado, a preferência é pelo sol da manhã. Após isso, dê sombra brilhante ou manchada o resto do dia.

Só não esqueça que a intensidade e a duração da luz solar variam conforme a latitude e elevação, ao longo das estações climáticas e em diferentes orientações e locais do seu jardim, uma vez que a falta de cuidado pode acabar matando sua planta.

Como você já sabe, as suculentas amam o sol direto, mas se a sua ficar no mesmo local exato um dia depois do outro, é bem provável que somente um lado esteja ganhando luz suficiente. A sugestão nesse caso é girar a planta com frequência.

As suculentas vão se inclinar em direção ao sol, então girá-las vai ajudar a ficar em pé. Portanto, inclinar-se também pode ser um sinal de que eles necessitam estar em um local mais ensolarado.

Solo e vasos

Utilize uma mistura de solo que seja de drenagem livre para que as raízes das suculentas não fiquem encharcadas. O solo ideal para essa espécie de planta pode ser adquirido com a mistura correta de ingredientes para ajuda-las a florescer.

Você pode fazer uma mistura de 40% de turfa, 20% de fibra de coco e 20% de perlita e 20% de areia lavada grossa. Ainda existe a opção de comprar uma mistura pré-embalada.

Cubra o solo exposto com pequenas pedras, areia, madeira e outros componentes naturais. Isso também contribui a evitar que o solo seja soprado ou desalojado, além de evitar a evaporação da água após você regar.

Sempre escolha vasos que possuem uma boa drenagem ou regue apenas quando o solo estiver seco. Tigelas feitas de barro ou concreto rasas e vasos padrões com furos no fundo funcionam bem com suculentas. contudo, como essas plantas crescem de maneira lenta, elas também funcionam muito bem em pequenos terrários de vidro.

Fuja de pragas

As Pragas não devem ser um problema para suas suculentas, mas eventualmente você pode ter que ficar de olho nos insetos. Os mosquitos são atraídos pelas suculentas que estão plantadas em solo muito úmido e sem drenagem ideal.

As suculentas não precisam de muita quantidade de fertilizante, mas você pode dar a elas uma alimentação mais leve durante a primavera e o verão. Tenha cuidado para não fertilizar de forma exagerada, isso pode fazer com que sua planta cresça muito rapidamente e acabe ficando fraca.

Evite infestações de pragas dando às suculentas uma excelente circulação de ar. Pulgões e tripes como botões de flores; escamas tendem a colonizar caules; e cochonilhas (que parecem pedaços de fiapos) se enterram na gema axilar.

E caso apareça algum tipo de praga na sua suculenta, você pode usar álcool isopropílico a 70% diluído a 50% com água para exterminar esse problema. A escama pode ser raspada, mas se persistir, trate-a com sabão de horticultura (não use detergente de louça) e óleo de horticultura.

Além disso, separe quaisquer plantas infestadas imediatamente para evitar que as pragas se espalhem e higienize completamente a área.

PinkFire

Navegue pelo Site

© Pink Fire – Todos os direitos reservados.