O que é lixo eletrônico e como descartar corretamente?

por | out 18, 2021 | Notícias | 0 Comentários


Você já ouviu falar e sabe o que é lixo eletrônico e os principais pontos a respeito?

Muitas pessoas podem ter dúvidas sobre a definição, o que se encaixa nisso e como descartar o seu lixo eletrônico de forma correta.

Caso o descarte não seja feito de forma correta, as consequências para o meio ambiente e, consequentemente a nossa saúde humana, podem ser devastadoras para o mundo.

Para tirar as suas dúvidas e te explicar os principais pontos a respeito, abaixo vamos falar sobre:

  • O que é lixo eletrônico;
  • Os impactos que eles podem trazer para o ambiente;
  • As consequências judiciais de um descarte mal feito;
  • As formas que você tem para saber como se desfazer do seu lixo eletrônico.

Saiba Mais: Kinvo App: o que é o app que controla os seus investimentos?

O que é lixo eletrônico?

Antes de explicarmos com maiores detalhes sobre o que é lixo eletrônico, é preciso saber que ele também pode ser chamado como e-lixo, resíduo eletrônico ou resíduos de equipamento eletroeletrônico (REEE).

Esses termos são utilizados para produtos eletrônicos que não possuem mais uma utilidade e serão descartados.

Eles também podem ser reciclados para não ir a um aterro sanitário e ganhar uma nova função.

Existem quatro categorias básicas que podemos separar o e-lixo e que vai te ajudar a entender melhor o que é lixo eletrônico.

Cada categoria possui suas especificações diferentes, levando em conta aspectos como aplicação e tamanho do resíduo eletrônico.


Dessa forma, caso eles não sejam descartados e manuseados de forma correta, os impactos negativos para o meio ambiente podem ser severos. 

Cada categoria também possui o seu próprio processo de transporte, coleta e tecnologia de reciclagem, variando de uma para outra.

As quatros categorias de resíduos eletrônicos que vão te ajudar a definir o que é lixo eletrônico são: 

  1. Grandes equipamentos: se encaixam nessa categorias equipamentos como máquina de lavar roupa, geladeiras, fogões, freezers, microondas, TVs, ar condicionados e outros parecidos;
  2. Pequenos equipamentos e eletroportáteis: Alguns dos lixos eletrônicos que se encaixam nessa categoria são: batedeiras, aspiradores de pó, torradeiras, mixers, ventiladores, ferramentas elétricas, secadores de cabelo, câmeras digitais, rádios, calculadoras e etc;
  3. Equipamentos eletrônicos de informática e telefonia: Essa categoria incorpora equipamentos como notebooks, computadores, tablets, monitores, impressoras e celulares;
  4. Pilhas e bateria portáteis: Por último, mas também com sua grande importância, temos a categorias destinada para lixo eletrônico como baterias portáteis de 9 V, pilhas modelos AA, AAA, recarregáveis, carregadores e etc.

Saiba mais: IUPPI Itaú: O que é como funciona o novo programa de recompensas?

O meio ambiente e o lixo eletrônico

Agora que você sabe o que é lixo eletrônico, é importante conferir os impactos que ele pode causar ao meio ambiente.

A quantidade de e-lixo tem aumentado drasticamente com o avanço tecnológico da computação pessoal e telefonia móvel.

Vemos isso em situações simples do dia-a-dia, como comprar um telefone, tablet ou notebook novo.

Muitas vezes pode valer mais a pena e ser mais prático do que consertar um antigo.

Isso ainda é incentivado pela obsolescência programada, uma prática utilizada pelos fabricantes que serve para estimular o consumidor a trocar seus aparelhos digitais, que muitas vezes estão em boas condições, por modelos mais novos e com melhores tecnologias.

Vários dos elementos contidos no lixo eletrônico podem permanecer no solo por séculos liberando substâncias tóxicas, mesmo sendo biodegradáveis.


Outros elementos utilizados nesses equipamentos são materiais nobres, como cobre, platina, prata, ouro e outros metais raros e metais pesados, que não são encontrados facilmente na natureza. 

Além disso, vários desses materiais que citamos e outros como vidros e plásticos podem ser reaproveitados através dos desmanches desses lixos eletrônicos, além de ser reciclados e usados como matéria-prima para a fabricação de novos produtos.

Isso acaba sendo uma ótima forma de contribuir para a redução de extração de recursos diretamente da natureza, o que causa um grande prejuízo.

Além do mais, essa é uma forma de gerar novos empregos e cadeias de empresas. 

Saiba Mais: Computador All in One: o que é e quais os melhores?

Jogar o seu celular velho em lixo comum é crime?

Quando explicamos o que é lixo eletrônico acima, também citamos que o celular é um e-lixo.

E uma dúvida que muitos podem ter é se jogar um celular no lixo comum se enquadra como crime.

Respondendo de forma direta, sim, essa ação é considerada um crime segundo o Artigo 33 da Lei n°12.305/2010, também conhecida como Lei de Política Nacional dos Resíduos Sólidos, ou PNRS. 

De acordo com a Lei, o próprio fabricante é o responsável por fazer a logística reversa de eletrônicos que foram vendidos por eles.

Assim, podemos afirmar que o dono do aparelho que deseja reciclar deve procurar o fabricante que, por lei, é obrigado a aceitar o dispositivo velho e descartar de maneira ecológica. 


Para que possam atuar no mercado seguindo a legislação, essas empresas precisam ter um sistema de logística reversa implementado, para assim recolher e reciclar os eletrônicos de forma correta, ou também ter um sistema para descarte. 

Tanto a companhia que falhar e não possuir um desses sistemas, quanto o consumidor que fizer o descarte de forma inadequada, sofrerá sanções previstas pela PNRS.

De forma resumida, podemos dizer que o cidadão que optar por jogar o seu celular ou algum lixo eletrônico em um lixo comum, será multado. 

Saiba Mais: Portal da Drogaria: o que é e como funciona?

O que fazer com o lixo eletrônico? Como e onde descartar de forma ecológica?

Agora que você já sabe com detalhes o que é lixo eletrônico e as consequências tanto para o meio ambiente como para você caso descarte o resíduo eletrônico de forma incorreta, vamos explicar como você pode fazer isso de forma adequada e evitando problemas.

Algumas coisas que você pode fazer com o seu dispositivo antigo são:

  • Doar o mesmo para alguém, uma instituição ou empresa que esteja necessitando, caso o aparelho ainda funcione. Fazer doações para ONGs ou pessoas que não tenham condições de comprar em loja, por exemplo;
  • Você pode vender as peças ou o aparelho todo, além de trocar por outro bem de consumo que você possa querer ou precisar. Existem lojas que realizam essas trocas ou até mesmo compram as peças ou o aparelho;
  • Assim como citamos acima, a opção mais adequada caso você queira se desfazer do aparelho, é entrar em contato com o fabricante para que este possa reciclar pela logística reversa e se livrar do aparelho de forma correta. Essa opção é mais indicada caso o aparelho não funcione mais.

Existem alguns casos mais extremos, quando o dispositivo é antigo demais ou não há empresas fabricantes para contatos, ou quando a empresa estiver agindo fora da lei e não aceitar a logística reversa.

Nessas situações, a nossa sugestão é que o consumidor procure cooperativas que trabalham realizando o descarte desses materiais de maneira adequada.

Saiba Mais: O que é uma startup? Saiba tudo aqui

Como faço para encontrar a cooperativa mais próxima de mim?

o que é lixo eletrônico

Caso você não saiba como encontrar alguma cooperativa perto de você, vamos te ajudar com isso.


Alguns sites acabam funcionando como ferramentas de busca para encontrar as cooperativas.

Um dos mais utilizados e que também sugerimos para que você use é o eCycle.

O site permite que o usuário especifique qual o equipamento que você quer se desfazer ou reciclar, a partir da sua localização.

A própria plataforma filtra resultados de cooperativas ao seu alcance.

Porém, precisamos deixar registrado que você precisa se informar sobre o procedimento correto para levar o lixo eletrônico, além do horário de funcionamento.

Entre em contato com a cooperativa e tire suas dúvidas, já que o funcionamento delas não são padrões.

Então o processo de reciclagem pode ser diferente.

Saiba Mais: O que é a plataforma VTEX para e-commerce?


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.