Currículo jovem aprendiz: 6 modelos e dicas para criar o seu

por | abr 13, 2022 | Notícias | 0 Comentários


Para se tornar um jovem aprendiz, você precisa começar fazendo sua inscrição e cadastro em alguma plataforma online que faça buscas e encontre vagas para essa função, porém, você precisa ter um bom currículo jovem aprendiz para ser selecionado. Esse tipo de currículo possui diferenças para o de alguém formado e que já está no mercado de trabalho há um certo tempo.

Neste post, separamos um modelo de currículo jovem aprendiz que você pode usar como exemplo, mas não somente isso, também separamos algumas dicas de como montar o melhor currículo possível para aumentar suas chances de conseguir uma vaga. Assim, se seu objetivo é seguir por esse caminho, pode conferir as informações que separamos abaixo sobre currículo jovem aprendiz.

Saiba mais: Modelo de currículo: 9 modelos prontos para usar

Modelo de currículo jovem aprendiz para você se basear

curriculo jovem aprendiz

Imagem: Jovem Aprendiz

Primeiro, para que você possa entender melhor as dicas que vamos dar mais a frente, separamos um exemplo de currículo jovem aprendiz para você ter uma ideia visual de como seus dados e informações podem ser distribuídos. Após isso, você pode conferir as dicas que separamos e comparar com este modelo para depois montar o melhor currículo possível. 


O modelo abaixo é feito utilizando um perfil fictício de uma jovem aprendiz na área de jornalismo e que possui uma experiência mínima na área. Contudo, você pode fazer as alterações necessárias para adaptar o modelo para a sua função, área de atuação e experiência.

[Nome do candidato]

[Telefone do candidato]

[e-mail do candidato]

[Endereço do candidato – com a cidade]


Aspirante a jornalista com [Inserir número de anos de experiência]. Em [Inserir o ano] eu criei o meu próprio blog no qual escrevo notícias sobre a minha cidade. Nesses anos, consegui [Número de curtidas] na minha página [inserir a rede social]. Almejo usar as lições que aprendi sobre jornalismo digital e mídias sociais para ajudar a desenvolver o setor de mídia da Empresa Nome da Empresa. [Adapte as informações para as suas experiências e área de atuação]

Experiência

Jornalista e proprietária

Blog [Nome do blog]

Janeiro de 2018 até o presente


  • Desenvolvimento de pautas e apuração de notícias;
  • Implementação e conhecimento sobre estratégias de SEO;
  • Fui capaz de conseguir uma entrevista para uma pauta do blog com o secretário de esportes da cidade;
  • Recrutei 3 outros jornalistas para alimentarem o blog e trabalharem comigo na produção de pautas;
  • Em minha página do Facebook, consegui 1.000 curtidas em 2 anos. [Inserir seus feitos]

Educação

3º ano do Ensino Médio

[Nome da escola]

[Cidade e estado da escola]

  • Venci o concurso de escrita criativa estudantil da escola;
  • Média escolas 9;
  • Fui uma das candidatas a ser a oradora da turma na formatura.

Idiomas


Inglês básico

Curso [Nome do curso e período previsto para se formar]

Habilidades

  • Oratória;
  • Proatividade;;
  • Photoshop;
  • Edição de vídeo
  • Escrita criativa;
  • Vontade de aprender.

Saiba mais: Como fazer um currículo? Confira 10 dicas infalíveis

1- Qual o melhor formato de currículo jovem aprendiz?

Antes de tudo, você precisa saber como formatar o seu currículo jovem aprendiz da forma correta, caso contrário, o recrutador poderá descartá-lo só de observar a formatação errada. Entre as principais dicas que podemos oferecer, está escolher uma fonte de fácil leitura, como Times New Roman ou Arial e usar um tamanho adequado, como 11p ou 12p. O espaçamento mais adequado é o 1,5, assim como as margens que também devem ser de 1,5.


Essa formatação deve ser a primeira coisa a se fazer, após isso, coloque suas informações básicas, como nome, telefone, e-mail e endereço. Se você acha que as suas redes sociais podem ter algo relevante para ganhar a vaga, então a nossa dica é colocá-las também. Contudo, se elas não tiverem nada que possa ser interessante para a empresa e o recrutador, não use.

As 5 partes que formam um currículo

curriculo jovem aprendiz

Imagem: Modelos de Currículo

Agora que você já sabe como formatar e colocar suas informações pessoais, vamos mostrar como você pode dividir as informações do currículo jovem aprendiz. Inicialmente, procure separar o seu currículo em cinco seções diferentes, sendo: Resumo Profissional, Experiências Profissionais, Educação, Habilidades e Informações Adicionais que possam ser úteis.

Contudo, preste atenção em dois detalhes essenciais, evite utilizar modelos prontos da internet, embora possa ser algo simples, já que você pode apenas pegar um desses e jogar suas informações, isso mostra falta de criatividade e vontade de montar o seu próprio. O outro ponto é tomar o seu tempo, em cada sessão você precisa analisar as informações que vai usar e como vai organizá-las, então mesmo se demorar, não seja apressado.

Utilize a ordem cronológica inversa

Se você não sabe o que é a ordem cronológica inversa em um currículo jovem aprendiz, não precisa se preocupar, pois vamos explicar. Ela é nada mais, nada menos que a organização de suas informações profissionais e educacionais indo do mais recente para o mais antigo. Ou seja, quando falamos de emprego, você deve começar inserindo o seu emprego mais recente e voltando no tempo para os mais antigos, o mesmo vale para cursos e formas de ensino.


Ao fazer isso, as suas conquistas mais recentes se tornam as mais visíveis, além do mais, os recrutadores costumam estar mais familiarizados com este modelo. Também sempre salve o seu currículo jovem aprendiz no formato PDF, dessa forma toda a formatação fica travada e você não corre risco dela ser mudada por acidente. Contudo, também deixe um modelo salvo em Word, dessa forma você pode fazer edições sempre e, além disso, algumas instituições podem não aceitar o formato PDF.

Saiba mais: Currículo para primeiro emprego: como fazer o seu online?

2- Qual o melhor resumo profissional para currículo jovem aprendiz?

curriculo jovem aprendiz

Imagem: Mais Cursos Gratuitos

Recrutadores costumam descartar currículos por detalhes, até mesmo se ele não tiver algo que prenda atenção, assim, inicialmente, procure prender a atenção do recrutador para que ele leia o seu currículo. A nossa dica é utilizar o resumo profissional para ter essa função. Como o próprio nome sugere, este será um parágrafo pequeno que será como uma introdução sua ao recrutador.

O que escrever?

Mas fica a dúvidas: O que escrever no resumo profissional do meu currículo jovem aprendiz? Você tem duas ideias principais para isso, a primeira é detalhar suas experiências, já a segunda é informar os seus objetivos profissionais.


Como este é um artigo para currículo jovem aprendiz, você provavelmente não terá nenhuma experiência, ou quase nenhuma. Assim, aconselhamos a você utilizar a opção de informar os seus objetivos profissionais para o recrutador. Você pode complementar este parágrafo falando sobre suas habilidades, experiências e educação.

Seu objetivo sempre será ajudar a empresa

Podemos dizer que o seu currículo jovem aprendiz é a sua propaganda, uma forma de se vender para a empresa junto de seus serviços. Assim, não fique se prendendo a detalhes desnecessários, então sempre que for falar sobre o seu objetivo profissional ao concorrer para uma vaga, diga que é auxiliar e beneficiar a empresa com os seus serviços. A seguir, você poderá conferir na prática como fazer isso com seu resumo, vale ressaltar que continuamos usando o modelo citado acima, com o perfil fictício de uma jornalista jovem aprendiz. Lembre-se que o resumo é algo curto, cerca de quatro frases.

Exemplo certo de resumo

Futura jornalista e vencedora do campeonato estadual estudantil de escrita criativa de 2017. Estou sempre com vontade e dispostos de aprender algo novo, procuro me aprimorar sempre para expandir meu repertório e habilidades. Tenho como foco combinar meu conhecimento em várias áreas para trazer novas e inovadoras soluções que podem beneficiar a empresa. 

Exemplo errado de resumo

Sempre fui um aluno nota máxima, procuro sempre trabalhar em equipe para que possamos alcançar nossos objetivos e aprender novas coisas que possam resultar em novas oportunidades futuras para minha carreira.

Saiba mais: Como fazer um currículo Lattes?


3- Como inserir informações de educação no currículo jovem aprendiz?

Como estamos falando de um currículo jovem aprendiz, você deve valorizar a sua educação e sua formação acadêmica, ao invés da sua experiência profissional por ser seu primeiro emprego. Assim, sempre inicie o currículo listando a sua mais elevada educação, depois insira o restante seguindo a ordem cronológica inversa que falamos acima. Quando for falar sobre a educação, siga o caminho mais simples, a nossa dica é informar os dados da seguinte forma:

[Nome da Instituição]

[Série]

[Ano estimado para a graduação]

[Listagem de algumas conquistas como aluno]


Exemplo certo de informações educacionais

2º Ano do Ensino Médio na Escola Nome da Escola

[Cidade e estado da escola]

  • Aluno mais assíduo da turma no 1º ano do Ensino Médio.
  • Tive a maior nota da turma na prova final de Português do 1º ano.
  • Vencedor do campus de comunicação de 2018.

Exemplo errado de informações educacionais

Ensino Média na Nome da Escola

[Estado da escola]

Saiba mais: Como fazer currículo pelo celular


4- Como descrever suas experiências no currículo jovem aprendiz?

Não precisa se desesperar nessa parte do seu currículo jovem aprendiz, pois os recrutadores já sabem o que é o jovem aprendiz e que, provavelmente, nunca teve um emprego. Mas você também precisa ter em mente que ter experiência não necessariamente significa trabalhar em escritório ou ter um contrato assinado.

Existem vários pontos que podem ser considerados como experiências para o seu currículo jovem aprendiz, entre as principais podemos citar: trabalhos como freelancer, trabalho como voluntário, projetos pessoais e empregos temporários. 

Caso você tenha algum tipo das atividades citadas acima como experiências, você pode descrever no seu currículo jovem aprendiz da seguinte forma:

[Nome da empresa ou instituição]

[Data em que a atividade ou trabalho foi feito]


[Responsabilidades que você teve]

[Conquistas que você conseguiu com a atividade]

Exemplo certo de descrever experiência

[Data da atividade] – Função que você exerceu, evento/empresa ou instituição

Liste suas funções na vaga, seguindo o exemplo a seguir usando um evento fictício:

  • Editei e gravei vídeos no evento
  • Prestei auxílio no evento para a assessoria de imprensa
  • Exerci atividades auxiliares na produção do evento/atividade

Exemplo errado de descrever experiência

O exemplo a seguir também leva como base um evento fictício que o jovem aprendiz pode ter participado:


  • Voluntário no Nome do Evento

Evite ser tão direto, isso não prenderá o recrutador e ele não saberá as funções que você exerceu devido às faltas de informações e habilidades.

Colocar a experiência mesmo sem ter nenhuma

No seu currículo jovem aprendiz, você pode nomear a sessão como “Conquistas” ao invés de “Experiências Profissionais”, sendo mais adequado a sua falta de experiência no mercado de trabalho. Sempre estude a vaga com antecedência e veja a melhor forma de distribuir e as melhores informações para usar e valorizar o seu perfil.

Veja a seguir a forma certa e a forma errada de citar essa parte no seu currículo jovem aprendiz, ainda utilizando o perfil fictício de um jornalista jovem aprendiz como exemplo.

Forma certa 

  • Fui o vencedor do campeonato municipal estudantil de escrita criativa de [Ano do campeonato].
  • Fui campeão do torneio estudantil de vôlei da cidade [Nome da Cidade] em [Ano do torneio].
  • Programei sozinho o meu primeiro software em [Ano da programação].

Forma errada

  • Fui o vencedor do campeonato regional de encontrar ovo de páscoa de [Ano do campeonato].

Saiba mais: Como montar um currículo: 4 regras básicas para evitar erros

5- Como listar as habilidades em um currículo jovem aprendiz?

Já estamos chegando na parte final do seu currículo jovem aprendiz, o momento de finalizar tudo com as principais informações e dados. Agora é o momento de destacar e falar sobre as suas habilidades, contudo, tenha cuidado para usar somente as habilidades que tenham a ver com a vaga que você vai se candidatar. Antes de começar a listar suas habilidades, você deve saber a diferença entre soft e hard skills.


Hard e Soft skills

Como você já deve saber, existem dois tipos diferentes de habilidades, as Hard Skills e as Soft Skills. As soft skills são suas habilidades pessoais, como facilidade de aprendizado, ser organizado, esforçado e etc. Já as hard skills são suas habilidades técnicas, como edição de vídeo e áudio, programação, copywriting, produção de texto e etc. 

Exemplos de soft skills que as empresas buscam

As empresas costumam buscar algumas soft skills padrões em jovens aprendizes, assim, será interessante se seu currículo jovem aprendiz tiver algumas das seguintes opções se soft skills: Gestão de tempo; Comunicação; Flexibilidade; Persuasão; Colaboração; Capacidade de liderança; Receptividade a feedback; Adaptabilidade; Gestão de conflitos; e Criatividade.

Exemplos de hard skills que as empresas buscam

Algumas hards skills também podem ser mais chamativas para algumas empresas, assim, as principais que você pode buscar se aprimorar para ter no seu currículo jovem aprendiz são: Análise de informação; Marketing; Tradução; Redes sociais; Comunicação técnica; Gestão de projetos; Computação; Design; Desenvolvimento web; e Programação.

As melhores habilidades para listar

As descrições das vagas costumam ter algumas dicas das habilidades mais buscadas pela empresa e pelo recrutador, assim, sempre leia essas descrições com cuidado para poder escolher as melhores habilidades no seu currículo jovem aprendiz. Abaixo, você poderá conferir a maneira certa e a maneira errada de listar suas habilidades no currículo jovem aprendiz.

Forma certa

Habilidades e competências


  • Marketing
  • Proatividade
  • Organização
  • Design
  • Comunicação
  • Edição de vídeo

Forma errada

Habilidades e competências

Edição de vídeo, organização, Comunicação, proatividade e revisão de texto.

Saiba mais: Empregador Web: O que é e como funciona?

6- Informações adicionais para currículo jovem aprendiz

Com isso, o seu currículo jovem aprendiz está praticamente finalizado, porém existem algumas informações adicionais que podem ser bem interessantes de acrescentar e aumentar as suas chances de conseguir a vaga. 

Você pode acrescentar algumas sessões além das que citamos até agora, como uma sessão de “Interesses”, onde você pode acrescentar interesses seus que sejam relevantes para o cargo de jovem aprendiz e desenvolver mais o assunto na entrevista presencial. Outra sessão que você pode acrescentar é a “Educação Complementar”, informando cursos que você possa ter feito durante a sua vida. 


Outra sessão bastante interessante e que pode estar no seu currículo jovem aprendiz é a de “Idiomas”. Assim, se você fala inglês, francês, espanhol ou qualquer outro idioma, mesmo que não seja fluente, pode acrescentar no currículo. Ter uma competência linguística é uma ótima forma de sair em vantagem da concorrência, não importa se é um inglês básico ou intermediário por assistir filmes e séries legendados, por exemplo.

Contudo, existe a forma correta e a errada de inserir seu idioma no currículo jovem aprendiz, abaixo você pode conferir as duas formas para não cometer nenhum erro no currículo com as informações que ele deve ter para apresentação.

Forma certa de mencionar idioma

Espanhol intermediário, aluno no curso Nome do Curso.

Graduação em [Ano previsto para a graduação].

Forma errada de mencionar idioma

Aluno de [Nome do Idioma] no curso Nome do Curso.


Saiba mais: Como começar uma redação? Confira nossas dicas


Entidades: Microsoft

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.