Como quitar um financiamento e pagar menos juros?

por | ago 16, 2021 | Notícias | 0 Comentários

Você sabia que tem como quitar um financiamento mais rápido e pagar menos juros? Sim! é possível e pasmem: a quantidade de juros que você paga em cima da sua dívida é quase 3 vezes maior do que o valor que você deve.

Por exemplo, digamos que você tenha feito um financiamento de R$200.000,00 em 360 parcelas (30 anos), ficando com uma parcela mensal de R$2.000,00.

Os bancos não abatem esses R$2.000 no valor que você deve. Na verdade, eles abatem cerca de 30% apenas. Então, você paga R$600,00 da dívida, e os outros R$1.400,00 ficam com a instituição financeira.

Resumindo: você perde o dobro de dinheiro do que deveria.

Mas a boa notícia é que você tem meios para recorrer a um valor mais justo, e vai se surpreender com o quanto você pode economizar com isso.

Como quitar um financiamento e pagar menos juros

Você deve estar se perguntando: como quitar meu financiamento e pagar menos juros? Muitas pessoas ainda não sabem como parar de pagar suas dívidas com taxas absurdamente altas. Mas estamos aqui para ajudar nessa missão.

Primeiramente, você deve entender a Taxa Selic e como ela influencia diretamente no seu bolso. A Taxa Selic é a taxa básica de juros e é a base para a cobrança de juros em cima de seu financiamento.

Se a Selic cai, automaticamente o valor que você paga deveria cair também. Mas não é o que acontece na prática, já que os bancos não te deixam ciente disso, pois quanto mais alto o valor que você pagar enquanto os juros estão baixos, mais lucro irá para eles.

Claro que isso dependerá da quantia financiada que você possui e sua taxa de juros. Estude e avalie o valor de seu empréstimo e todas as suas taxas, para depois tomar uma atitude.

Como pagar menos juros com a Taxa Selic

Suponhamos que você fez um financiamento imobiliário com juros em 8,1%.

É primordial estar de olho na Taxa Selic atual e saber o quanto ela valia no momento do financiamento, para tentar renegociar com o banco.

Se você conseguir reduzir para 7,2% ganha um desconto de aproximadamente 10%, o que te gera uma grande economia se você colocar na ponta do lápis.

Para conferir a Taxa Selic atual ou em algum momento anterior, basta acessar o site do Banco Central do Brasil.

Havendo uma redução da taxa básica de juros, você pode e deve tentar uma renegociação com seu banco. E essa dica se aplica a qualquer tipo de financiamento: imóvel, carro, consignado, entre outros.

Quando você consegue reduzir a taxa de juros, além de diminuir o valor total, você também aumenta a economia gerada mês a mês, podendo investir esse dinheiro, economizar e gerar uma reserva para futura aplicação.

Quando você reduz seu custo de vida, diminuindo o valor das parcelas, sobra dinheiro para investir.

E caso seu banco não aceite reduzir a taxa dos juros, não se acomode! Procure outro banco que ofereça melhores ofertas e faça a portabilidade.

Mas o que é portabilidade? Você basicamente passa sua dívida do banco atual para outro que te ofereça valores melhores, sem perder seu empréstimo.

Seu banco não pode se recusar diante do pedido de portabilidade. Este pedido será feito pela nova instituição, que ficará responsável por liquidar a dívida e logo após, você passa a ter um saldo devedor nesse banco.

O Código de Defesa do Consumidor garante que “Todo consumidor que adquire um produto financeiro tem o direito de transferir a dívida de uma instituição financeira para outra instituição financeira sem nenhum tipo de cobrança pelo sistema financeiro”.

Logo, é direito seu pagar um valor justo e conseguir isso sem impedimento injustificado ou tarifas por tal serviço.

Como quitar um financiamento imobiliário e pagar menos juros: portabilidade

Primeiramente, conheça o CET (custo efetivo total) de sua instituição financeira. O banco é obrigado a te ceder esses dados.

O valor de um financiamento é composto pelo valor que você pegou emprestado com o percentual de taxa de juros, mais a taxa de administração e o seguro de vida.

O segundo passo é fazer simulações no máximo de banco possíveis e construir sua imagem como um bom pagador e deixar claro os motivos que te levaram a querer ir para a instituição e avaliar o que ela tem para te oferecer.

O banco do qual você quer sair é obrigado a conceder a portabilidade. Mas o banco o qual você fez uma simulação, tem discricionariedade em te aceitar ou não como cliente.

Saiba o que você é ou não obrigado a pagar. Por exemplo, você não deve pagar uma parcela maior ou mudar o número de parcelas. As mesmas condições devem permanecer, compare o custo efetivo total.

Você também não é obrigado a abrir uma conta corrente no banco onde irá fazer o financiamento.

Cuidado com os serviços oferecidos e que cobram taxas altas, saiba que é proibido a prática de venda casada. Caso você se depare com uma situação dessa, entre em contato imediatamente com o Procon ou Banco Central.

Por fim, veja os custos para fazer a portabilidade.

Por exemplo, a Caixa Econômica Federal cobra R$ 3.100,00 para fazer uma avaliação do imóvel.

Tem também os custos de transferência do imóvel. Eles podem variar de banco pra banco.

Como quitar um financiamento e pagar menos juros: Amortização

A outra dica é quitar seu financiamento de maneira mais rápida, através da amortização, que pode ser feito por meio da diminuição do prazo ou pela diminuição das prestações.

A redução do prazo é a melhor opção. Você pode, por exemplo, conseguir reduzir seu financiamento de 30 anos para 3 anos.

Pelo site da Caixa Econômica Federal, banco líder no mercado imobiliário, é disponibilizado um simulador habitacional para que você tenha mais detalhes sobre prazos e condições.

Acompanhe a seguir um exemplo prático, para você compreender como funciona.

Como quitar um financiamento e pagar menos juros: simulação de amortização pela Caixa

1. No simulador da Caixa, você vai inserir as informações do que deseja financiar. Usamos valores hipotéticos apenas para demonstrar;

Como quitar um financiamento

2. Em seguida, insira seus dados;

Como quitar um financiamento

3. Escolha a modalidade;

Como quitar um financiamento

4. Confira os resultados e as condições;

Como quitar um financiamento Como quitar um financiamento

Nesse caso, sendo paga a primeira prestação, o saldo devedor diminuiria pouca coisa, já que, como citamos anteriormente, mais da metade do valor vai para as taxas, juros e seguros.

Logo, você não irá amortizar quase nada da sua dívida, apenas pagará um juro altíssimo. Por isso que, se você levar os 360 meses para pagar o financiamento, você pagará o dobro do que realmente deve.

O sistema SAC de amortização, utilizado no exemplo, tem como principal característica o fato das parcelas mensais serem decrescentes. Começam em um valor mais alto e vão caindo com o passar do tempo.

Mas, levando os 30 anos para pagar, você levará prejuízo. Dessa forma, a melhor opção é fazer a amortização dessas parcelas, utilizando a opção de diminuir o prazo.

Você pode ir pessoalmente ao seu banco ou fazer pelo próprio aplicativo. Basta procurar a parte de financiamento habitacional e em seguida, por amortização.

Optando pela diminuição do prazo acontece o seguinte: ao amortizar esse financiamento, o valor que você tiver para pagar irá abater daquelas últimas parcelas mais baratas.

As últimas parcelas são baratas porque estão quase sem juros ou taxas, assim, o dinheiro irá abater a sua dívida principal, sem que você perca mais da metade dele em juros.

Dessa maneira, se você conseguir se organizar financeiramente e juntar uma quantia de dinheiro para investir na amortização, você estará economizando seu dinheiro e efetivamente pagando sua dívida, tornando seu financiamento mais justo.

A simulação feita acima serve como sua calculadora de quitação antecipada. Vamos supor que você consiga juntar R$8.000,00. Com esse valor, você já consegue abater aproximadamente 24 parcelas, eliminando assim, 2 anos do seu financiamento.

Quanto mais dinheiro você conseguir juntar, você conseguirá quitar sua dívida em menos tempo e irá pagar menos juros.

Vale destacar que isso não se aplica apenas para quitar financiamento Caixa. Serve para todos os bancos, seja para quitar financiamento Santander ou para quitar financiamento Bradesco, por exemplo.

É uma estratégia que nenhuma instituição financeira quer que você saiba, afinal, quanto mais juros você pagar, mais lucro terão em cima do seu dinheiro.

Saiba Mais: Planejamento financeiro pessoal: Os 5 melhores aplicativos

Como quitar financiamento de veículo e pagar menos juros

A amortização não se limita à empréstimos imobiliários. Ela também pode ser feita quando se trata de financiamento de um veículo, que também costumam cobrar altas taxas de juros.

Em primeiro lugar, descubra qual é o seu banco ou financeira. Baixe o aplicativo ou entre em seu respectivo site. Procure por “amortização” ou “eliminar parcelas” e faça uma simulação para analisar o quanto você pode pagar.

Está com dinheiro a mais? Não pague duas das primeiras parcelas seguidas. Pague a atual e com o que sobrar amortize a última.

Mas destacamos que, nesse caso, isto vale apenas para financiamentos CDC (Crédito Direto ao Consumidor).

Taxas de juros abusivas

Fique de olho, pois muitos financiamentos acabam abrangendo taxas que não deveriam estar ali.

O juro abusivo é o primeiro da lista, enquanto deveria estar sendo cobrado cerca de 1,5% é cobrado 4% e muitas pessoas não tem essa informação.

Quando você faz uma compra, o lojista tem uma comissão, mas você não é obrigado a pagar essa comissão, como costuma acontecer.

Também é prática abusiva e ilegal a cobrança pela emissão do boleto. Pode parecer um valor pequeno mas não é! Assim como a taxa de abertura de conta, que também é proibida por lei.

O que fazer diante de uma situação assim? Ligue para sua financeira, renegocie e peça redução da taxa de juros.

Você também tem a opção de fazer a portabilidade, assim como no caso do financiamento imobiliário.

Continua depois da publicidade

Entidades:

As 24 melhores dicas para economizar água

As 24 melhores dicas para economizar água

A água não é recurso natural infinito como algumas pessoas podem a vir a achar. Muito pelo contrário, é preciso preservá-la para que não aconteça problemas no futuro ainda mais sérios do que ocorre hoje. Para contribuir de forma benéfica na preservação da água, tornar...

Upcycling: O que é e como usar para ser mais sustentável

Upcycling: O que é e como usar para ser mais sustentável

Certamente, você já deve ter ouvido falar de sustentabilidade. Mas você sabe o que significa? Até mais do que isso, você prática alguma atividade sustentável? O planeta precisa de ajuda e uma das formas de contribuir é justamente reaproveitando matérias que seriam...

O que é lixo eletrônico e como descartar corretamente?

O que é lixo eletrônico e como descartar corretamente?

Você já ouviu falar e sabe o que é lixo eletrônico e os principais pontos a respeito? Muitas pessoas podem ter dúvidas sobre a definição, o que se encaixa nisso e como descartar o seu lixo eletrônico de forma correta. Caso o descarte não seja feito de forma correta,...

Glamping: O que é e os melhores destinos para acampar

Glamping: O que é e os melhores destinos para acampar

Você gosta ou já teve vontade de acampar? Caso você seja um dos amantes do camping ou até mesmo se você nunca achou que isso seria a sua praia, que tal tentar o Glamping, um acampamento em locais mais sofisticados? Com essa opção, você pode ter a experiência de ficar...

Animes de romance: os 11 melhores para assistir a dois

Animes de romance: os 11 melhores para assistir a dois

Tem certos momentos que só queremos sentar e assistir algum entretenimento leve para esquecer da rotina, certo? Então, pensando nisso, uma boa alternativa é assistir aquele anime bacana, que envolve comédia romântica e cenas fofas. Neste post, você vai poder conhecer...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Pin It on Pinterest