Como funciona o Explorar do Instagram?

por | jul 8, 2021 | Instagram | 0 Comentários


Você pode até usar bastante, mas sabe como funciona o Explorar do Instagram? A plataforma fez um comunicado em junho de 2021 explicando como as publicações serão ranqueadas na rede social.

O comunicado abrange os posts das seções do Feed, Reels e do Explorar. A plataforma possui vários algoritmos, que cobrem todas as sessões do Instagram.

Assim, todas as decisões do que será recomendado para cada usuário ou do que aparece primeiro para cada um é de responsabilidade destes mesmos algoritmos. 

Assim, veja como funciona o Explorar do Instagram e as outras seções da plataforma:

Saiba Mais: Quanto a ex-BBB Juliette cobra por post no Instagram?


Por que a mudança para sugerir posts?

Segundo o comunicado, a única função da plataforma era ser um feed cronológico de fotos desde 2010. Com o passar do tempo e a chegada de cada vez mais usuários, acabou ficando cada vez mais difícil para as pessoas acompanharem tudo.

E assim diversos conteúdos que seriam de seu interesse acabavam não chegando.

Em 2016, os algoritmos começaram a ser implementados na rede social, e as sugestões a partir dos interesses dos usuários surgiram. O comportamento de cada usuário passou a ser usado como padrão para os ranking das publicações. 

O que costuma aparecer no Explorar do Instagram?

Como funciona o Explorar do Instagram

A aba Explorar é um recurso disponibilizado pelo Instagram para os usuários receberem um conteúdo personalizado e montado com base nos interesses deles. Esses conteúdos no caso são de pessoas não seguidas pelo usuário. Assim, diariamente eles têm acesso a estes conteúdos na aba do Explorar, que é representado pelo ícone de uma lupa.

Mas como funciona o Explorar do Instagram? O próprio Instagram no comunicado deu um exemplo de uma das situações de funcionamento para facilitar o entendimento.


Ele pode ser resumido como um cruzamento de interesses. Supondo que um perfil de culinária de um chefe tenha recebido diversas curtidas em alguma publicação, a própria rede social irá analisar o que as outras pessoas que curtiram o post do chefe e seu público mais estão gostando de ver na plataforma. Assim, os conteúdos do Explorar são sugeridos com base nisso, são os chamados “tópicos relacionados”.

A organização do Explorar é feita de forma parecida com os critérios do Feed, ou seja, existe uma prioridade de gosto do usuário para definir o que vai aparecer primeiro, levando em conta o seu histórico de interação. O que mais é levado em conta na hora da organização é quais são os posts que recebem maior interação por parte dos usuários. Destacando também a popularidade como número de visualizações, curtidas, salvamento, compartilhamentos e comentários.

Se as contas curtirem um post de algum criador de conteúdo, é provável que o mesmo apareça mais vezes no Explorar dos usuários no futuro. Essa interação com os criadores de conteúdo será medida com base no tempo e na interação do usuário, além de também levar em conta se ele visitou o perfil do criador.

Ou seja, se a pessoa curte e procura mais conteúdos sobre cinema, além de também seguir e interagir com mais perfis sobre esse assunto, por exemplo, seu Explorar terá mais conteúdos relacionados a cinema. Contudo, vale ressaltar que esse algoritmo muda o tempo todo. Dependendo do que você mais busca em um dia, o seu conteúdo recebido será diferente.

Saiba Mais: Template Instagram: 19 opções de edição


Como funciona o Explorar do Instagram e o Feed

Caso os usuários queiram alcançar pessoas próximas, como família e amigos, então as seções mais indicadas acabam sendo o Feed e os Stories. As suas postagens mais recentes são as primeiras a aparecer. Logo em seguida é a vez dos chamados “Sinais”, que são as características que ajudam os algoritmos a indicar os conteúdos mais propensos a receber curtidas. Os sinais são:

  • Dados do post: são as informações como popularidade (número de curtidas) e alguns metadados, como horário e data de postagens, duração (em caso de vídeos), localização e tudo mais que possui relação com o post;
  • Dados de quem postou: basicamente identifica se o perfil de que postou é interessante para o usuário que vai ver sua postagem, além de levar em conta o número de vezes que os perfis interagiram;
  • Atividade do usuário: dados sobre a quantidade de posts que ele curtiu e os gostos que o algoritmo detectou;
  • Histórico de interação: é o interesse do usuário nas postagens de outros perfis. Para isso, são levados em conta as interações como a troca de comentários e curtidas. 

Alguns outros fatores que auxiliam o algoritmo na hora de indicar conteúdos para o feed é a probabilidade do usuário passar alguns segundos por uma publicação sem comentar, salvar, curtir ou tocar na foto.

Apesar disso, existem algumas exceções de indicações, já que o próprio Instagram evita mostrar várias postagens em sequência dos mesmos perfis.

Saiba Mais: 28 dados do Instagram que você precisa conhecer

Como funciona o Explorar do Instagram e o Reels?

Como funciona o Explorar do Instagram

Segundo a própria plataforma, o objetivo do Reels é de entretenimento. Assim, conteúdos de usuários pequenos e que possuem mais chances de prender o usuário até o final dos vídeo são a prioridade.


O que vai demonstrar se o Reels funciona ou não para o usuário é basicamente o mesmo do Feed e do Explorar. Alguns outros indicativos são: se o usuário assistiu ou não o vídeo até o final, compartilhou, gostou e curtiu, além de saber se ele foi ou não até a página do áudio do vídeo. 

Saiba Mais: As 18 melhores ideias de vídeo para o Instagram

Como funciona o Explorar do Instagram: o que é recomendado?

Embora essa mudança de recomendação precise ser de consciência do usuário e partir dele para que o algoritmo entenda, o próprio Instagram listou alguns “truques” que os usuários podem tentar para talvez mudar as publicações que são entregues para eles pelos algoritmos. São eles:

  • Selecionar os amigos próximos: Ao fazer isso, o Instagram irá identificar as pessoas próximas para o usuário e talvez indicará mais conteúdos relacionados;
  • Silencie as pessoas que você quer ver menos publicações: Ao fazer isso, o usuário continua seguindo a pessoa, contudo, as postagens dela não irão mais aparecer no feed;
  • Marque as postagens como “Não tenho interesse” no Explorar: Ao segurar no post e arrastar o dedo até os três pontinhos localizados no canto inferior direito, você terá acesso para marcar essa opção. Com isso, o algoritmo entenderá que você não quer ver mais postagens desse tipo no seu Explorar. 

Apesar desses truques, pode demorar um pouco até que as recomendações se alinhem ao seu gosto, já que esse é um processo construído com o tempo e dependerá de como será sua navegação em toda a plataforma e dos seus conteúdos de interesse. 

Como funciona o Explorar do Instagram: o que não é recomendado?

Como é o próprio Instagram que recomenda o conteúdo, materiais sensíveis, de saúde, finanças, fake news e caça-cliques acabam não sendo indicados na seção Explorar.


As regras contra esse tipo de publicação estão definidas nas diretrizes do Instagram. O mesmo também vai valer para os conteúdos publicados no Reels. Contudo, aqui também é recomendado não incluir imagens com baixa resolução, evitar marcas d’água de outros programas ou redes sociais, como Tik Tok e Facebook, além de conteúdos políticos. 

Saiba Mais: Audiência do Instagram já supera o Facebook


Entidades: Facebook | Instagram | Tik Tok

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Baixar músicas online: os 20 melhores sites Frases de Amor: as 230 mais belas Como entrar no Gmail no celular? Cantinho do Café: 15 ideias incríveis Horas iguais: qual o significado? Receitas para Airfryer: as 8 melhores