Atividade fora do Facebook: como controlar sua privacidade

por | abr 9, 2021 | Facebook | 0 Comentários


Não é de hoje que somos alvo de fake news. Uma que está rodando por aí é sobre a Atividade Fora do Facebook. A partir do momento em que repassamos uma informação sem realizar a checagem do conteúdo somos responsáveis pela propagação da notícia.

Foi justamente isso que aconteceu em um vídeo recente compartilhado no Whatsapp ensinando as pessoas a como controlar a privacidade a partir da configuração da atividade fora do Facebook. 

O problema do vídeo em si não foi o fato de ensinar o passo a passo de como desabilitar os aplicativos vinculados ao Facebook.

A pessoa afirma no vídeo que a rede social tem acesso à conta bancária dos usuários e essa falsa declaração acaba repercutindo bastante nos grupos de Whatsapp. 

Saiba mais: Deep fake: saiba o que é e se você está sendo enganado


“O Facebook tem acesso a todos os seus aplicativos, todas as transferências que você faz, todo o acesso ao banco, quanto você tem na conta. E a gente habilita isso na hora que configuramos”, afirma a pessoa do vídeo. Em seguida ela explica como fazer o passo a passo para desconfigurar os aplicativos vinculados ao Facebook. 

O Facebook tem acesso à conta bancária?

Segundo o site Tecnoblog, a equipe da redação entrou em contato com o Facebook e obteve resposta do suporte em relação ao assunto abordado no vídeo.

“Proibimos empresas ou organizações de compartilhar informações sensíveis conosco, como informações financeiras ou de saúde, data de nascimento e senhas”, explica um porta-voz. 

“Não é verdade que o Facebook rastreie informações financeiras e bancárias das pessoas como sugerido no vídeo. Além disso, proibimos empresas ou organizações de compartilhar dados sensíveis com a plataforma, como informações financeiras ou de saúde”, complementam. Sendo assim, a empresa desmente o boato. 

O que é a Atividade fora do Facebook?

De acordo com a própria descrição da rede social, a atividade fora do Facebook é composta por informações que as empresas e organizações compartilham sobre as interações que o usuário faz com elas, como visitas aos sites ou aos aplicativos.


Dessa forma, quando vinculamos a conta do Facebook à aplicativos, por exemplo, estamos cedendo alguns dados. Mas, afinal, que dados são esses? São as movimentações que realizamos nas redes sociais, como: 

  • Abrir um aplicativo;
  • Entrar em um aplicativo usando login do Facebook;
  • Visualizar um conteúdo (post, vídeo e etc);
  • Pesquisar um item;
  • Adicionar um item ao carrinho de compras (em loja na rede social);
  • Realizar uma compra clicando em botão da rede social;
  • Fazer uma doação pela ferramenta da rede social.

O que o Facebook faz com esses dados?

É importante ressaltar que o Facebook é uma rede social gratuita por conta dos anúncios exibidos aos usuários. Esses dados são utilizados para personalizar a experiência de cada um, como mostrar anúncios que sejam mais relevantes para o perfil da pessoa e estimular que ela compre determinado produto. Vamos dar um exemplo para exemplificar melhor como funciona. 

Saiba mais: Facebook Ads: guia completo para a criação de anúncios pagos

Se você compra um par de sapatos em uma loja online, essa loja compartilha com o Facebook essa atividade. Essa informação é salva como “fulano acessou o site de sapatos” e “fez uma compra”.

A partir de então você passa a receber o anúncio no Facebook com cupom de 10% de desconto em sua próxima compra de sapato. 


Empresas e agências de marketing fazem uso desses dados para compreender melhor como funciona o comportamento de compra do cliente e toda a jornada que ele percorre até realizar a ação de compra do produto.

Saiba mais: 5 ideias infalíveis para fazer remarketing no Facebook e Instagram para vender mais

A partir do perfil do Facebook também é possível entender quais são os gostos, hobbies e interesses dos possíveis clientes. Em resumo vamos listar quais são as principais ações do Facebook em relação aos seus dados:

  • Mostrar anúncios mais relevantes para você, já que ele sabe quais produtos cadastrados em lojas do Facebook você visitou ou clicou em comprar;
  • Sugerir grupos, eventos ou itens do Marketplace que você pode gostar;
  • Ajudar você a descobrir novas empresas e marcas de gosto similar;
  • Ajudar empresas e organizações a saber o desempenho dos seus próprios sites, dos aplicativos ou dos anúncios delas e se estão alcançando as pessoas certas;
  • Identificar atividade suspeita para manter o Facebook seguro.

Saiba mais: Facebook Marketplace: Como funciona e dicas para vender muito mais

Como desativar atividade fora do Facebook? 

Apesar da explicação do Facebook sobre o uso de dados dos usuários, a rede social já esteve envolvida em escândalos bem sérios, como foi o caso da Cambridge Analytica. 


Então, caso você ache melhor desabilitar essa função do Facebook por esse motivo, vamos explicar o passo a passo que é bem fácil:

Passo 1. Acesse o menu do seu perfil. Seja pelo celular ou navegador.

Passo 2. Vá até “Configurações e privacidade”

Passo 3. Acesse as Configurações

Passo 4. Vá até “Atividade fora do Facebook”


Passo 5. Escolha a opção “Desconectar histórico”

Passo 6. Em seguida, acesse “Mais opções”

Passo 7. Selecione “Gerenciar atividade futura”

Passo 8. Selecione “Desativar a atividade fora do Facebook futura” para que o facebook não consiga rastrear seu perfil.

Atividade fora do Facebook: como controlar sua privacidade

Continue no blog


0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.